Blog dum gajo do Porto acerca de gaijas, actualidade política e sem futebol. Aqui o marmelo não gosta de futebol

sábado, 30 de julho de 2005

Como pequenos gestos nos lembram coisas importantes



Comentários bloqueados porque uns FDP aproveitaram para fazer spam

Sousita, lê isto com atenção!!!

Top 10 Dangers of Living in the Blog Space
1. You think everyone cares about your opinions: They don't. They care about mine.
2. You stop having normal experiences: Every event you participate following your initial blog post will be constantly interrupted as you simultaneously live the adventure and write the corresponding blog post in your head.
3. You will care what other people think: Even if you really don't. "Stats" will become an important part of your blogging life (also self-esteem),even though you detest math. You'll be glad your web-stalker is gone but regret losing the hits. When stats go down, you will start padding your posts with words like "naked", "nudity", and "clown porn".
4. You will become more news savvy: You'll start reading several news sources to inspire more posts. Unfortunately, you will focus on items that are weird, quirky, or bizarre, thereby eliminating your ability to discuss these items with non-bloggers in real-life (ie around the water cooler) without coming off like the freak you really are.
5. You will feel the need to post: Even when you have nothing to say. Just in case other people are reading. Sarcasmo's Corner, I'm a slave for you.
6. You stop hearing from non-blogging friends: You're behind on their lives, but they feel like they haven't missed a beat with you, because they "keep up with you through your blog." Also, they are tired of talking to you because you constantly ask them "So, when are you going to get a blog?" (You laugh, but our local blog mafia has coerced four independent, strong-willed, intelligent, people into blogging (and we're working on a 5th). All hail the power of peer pressure!)
7. Your work habits change: Why talk to those irritating, clueless, inane people in your office, when you can sneak a quick peek at your favorite blogs for clever quips, interesting insight, and comment-based conversations?
8. You will stop having normal conversations with family and friends: Real life conversations will go like this. "Oh, hey, I saw So-And-So in concert and the weirdest thing happened..." Friend, "Yeah, I know, I read about it on your blog." Silence. Friend, "Did I tell you that I'm..." You, "Blog." Friend, "Yeah."
9, You expect your friends to be witty and clever. Always.: I am lucky to surrounded by bright, witty people with bright witty blogs. I don't know how the rest of the world survives without these for distraction. I suppose they must come here.10. You demand that your witty and clever friends be blogging. Constantly: Why aren't you all busy shirking your jobs and entertaining me? I need INTELLECTUAL STIMULATION. Or, barring that, something really silly and inane to peruse. Seriously. I'm bored to tears, here people.

E uma de Irlandeses

Um irlandês vai ao médico depois de ter estado muito tempo doente.
O médico, depois de um exame detalhado, olha o paciente nos olhos e diz:
- Tenho más notícias... Você está com cancro e não tem cura.. Eu dou-lhe
duas a quatro semanas de vida.
O irlandês, chocado e triste, mas de gênio forte, recupera rapidamente e
sai do consultório.

Na sala de espera estava o filho que o aguardava.
- Filho, - diz o pai - nós irlandeses, comemoramos quando as coisas estão
bem, mas também quando não estão tão bem. Estou com cancro e tenho pouco
tempo de vida. Vamos ao bar tomar umas pints e uns whiskies.

Depois de alguns copos, eles estão um pouco mais alegres. Mandam umas
risadas, umas gargalhadas, mais umas pints e mais uns whiskies.
Uns amigos chegam e perguntam o motivo dessa alegria toda. O irlandês
repete a história da comemoração e diz que está com SIDA. Os amigos ficam
consternados acabam a beber uns whiskies também.

Num momento em que está perto do irlandês o filho diz ao ouvido dele:
- Pai, você disse-me que estava com cancro, mas para eles você disse que
era SIDA. Como é isso?
-Eu estou com cancro mesmo, filho. Eu só não quero é esse pessoal a comer
atua mãe depois de eu morrer...

Que bom que é ser homem!!!

28 RAZÕES POR QUE É MARAVILHOSO SER HOMEM

1. As conversas duram 30 segundos.
2. Sabes coisas sobre carros e tanques.
3. Nos filmes, os nús são quase sempre femininos.
4. As férias de 5 dias requerem apenas 1 mala.
5. As filas para a casa-de-banho são 80% mais curtas.
6. O teus velhos amigos não se importam se emagreceste ou engordaste.
7. O teu cu não é um factor decisivo em entrevistas de trabalho.
8. Todos os teus orgasmos são verdadeiros.
9. Dão-te mais valor pelo mais pequeno acto de inteligência.
10. Podes tomar banho e vestir-te em 10 minutos.
11. Se alguém se esquecer de te convidar para alguma coisa, ainda pode ser
teu / tua amigo(a).
12. A tua roupa interior custa 1.000 paus um pack de três.
13. Nenhum dos teus colegas de trabalho tem a capacidade de te fazer chorar.
14. Se tens 34 anos e és solteiro ninguém se importa.
15. Podes ser presidente.
16. As flores resolvem tudo.
17. Podes vestir uma camisa branca para ir a um sítio com muita água que
salpique.
18. Podes despir a camisola quando faz calor.
19. Os mecânicos não te mentem.
20. Não te importas se ninguém repara no teu novo corte de cabelo.
21. Podes ver televisão com um amigo, em silêncio, durante horas, sem
pensar: deve estar chateado comigo.
22. Há sempre um jogo na televisão.
23. As pessoas não deitam olhadelas ao teu peito quando estás a falar.
24. Podes ir visitar um amigo sem teres de lhe levar um presente.
25. Podes comprar preservativos sem que o empregado da loja te imagine todo
nu.
26. Se alguém aparece numa festa com a mesma roupa que tu, podem ser amigos.
27. Só porque não gostas de uma pessoa não significa que não gostes de ter
bom sexo com ela.
28. Com 400 milhões de espermatozóides de cada vez, podes duplicar apopulação da terra. Pelo menos teoricamente.

E eu a pensar que o 'inside trading' era ilegal...

"Inovação é transformar conhecimento em dinheiro" (Público)

quinta-feira, 28 de julho de 2005

segunda-feira, 25 de julho de 2005

O Sousita teve no Freixieiro. A Tolibar, digamos!. Hihihihihhi!
Foi bastante divertido.

Jantar no A.

Convívio em Cidres. Que ganda malandrice….

Enfim

Coisas do Sousa….

Será que se podem, depois de devidamente retocadas, colocar fotos ?

que compras..... Posted by Picasa

Posted by PicasaO Sousita começou a fazer as compritas em Vigo porque é mais barato. Atesta o depósito, come umas ostras e – pela calada da noite – vai até Samil. Ele há noites embruxadas….hihihihi…

Aqui está o Sousita a carregar as compras para o gaiolo.
Porra, que o Marquez de Cáceres pesa

Em resposta .......

Em resposta ao pica mole do Ronnie aqui vai o texto, já publicado, do Eça do primo Basilio...


Nunca achara Basílio tão bonito; o quarto mesmo parecia-lhe
muito conchegado para aquelas intimidades da paixão; quase julgava
possível viver ali, naquele cacifo, anos, feliz com ele, num amor
permanente, e lanches às três horas... Tinham as pieguices clássicas;
metiam-se bocadinhos na boca; ela ria com os seus dentinhos brancos;
bebiam pelo mesmo copo, devoravam-se de beijos, — e ele quis-lhe
ensinar então a verdadeira maneira de beber champagne. Talvez ela
não soubesse!
— Como é? — perguntou Luísa erguendo o copo.
— Não é com o copo! Horror! Ninguém que se preza bebe
champagne por um copo. O copo é bom para o Colares...
Tomou um gole de champagne e num beijo passou-o para a boca
dela. Luísa riu muito, achou “divino”; quis beber mais assim. Ia-se
fazendo vermelha, o olhar luzia-lhe.
Tinham tirado os pratos da cama; e sentada à beira do leito, os
seus pezinhos calçados numa meia cor-de-rosa pendiam, agitavam-se,
enquanto um pouco dobrada sobre si, os cotovelos sobre o regaço, a
cabecinha de lado, tinha em toda a sua pessoa a graça lânguida de uma
pomba fatigada.
Basílio achava-a irresistível; quem diria que uma burguesinha
podia ter tanto chic, tanta queda? Ajoelhou-se, tomou-lhe os pezinhos
entre as mãos, beijou-lhos; depois, dizendo muito mal das ligas “tão
feias, com fechos de metal”, beijou-lhe respeitosamente os joelhos; e
165
então fez-lhe baixinho um pedido. Ela corou, sorriu, dizia: não! não! — E
quando saiu do seu delírio tapou o rosto com as mãos, toda escarlate;
murmurou repreensivamente:
— Oh Basílio!
Ele torcia o bigode, muito satisfeito. Ensinara-lhe uma sensação
nova; tinha—a na mão!

domingo, 24 de julho de 2005

A respeito de um post anterior a este



Um lindo conceito de amor, este... Palavras para quê?!? São os tempos em que vivemos, meus amigos. Talvez o Sousita possa acrescentar qualquer coisa a respeito deste assunto.

O melhor é ir a torneios de ténis...


Num torneio de ténis perto de si... Para esquecer um pouco a tristeza que nos rodeia!!!

Soares a presidente e mais do mesmo



Pois... já está em movimento com o Sócrates e mais pretendem estar...

Atenção aos alarmismos...

Caro Sousita, tem cuidado com os alarmismos infundados, porque, por exemplo, eu tenho um amigo que sofre de aracnofobia severa e de um ligeiro hipocondrismo, que se lê o teu post simplesmente deixa de sair de casa, e isso seria péssimo para a economia!!!!

sexta-feira, 22 de julho de 2005

limpeza do monitor

Se o teu monitor está sujo, acessa o link abaixo e ganha uma limpeza eficaze gratuíta.Bom trabalho,

http://www.legrady.hu/sc.html
Eu não costumo reenviar este tipo de email por serem alarmistas emuitas vezes infundados, mas este parece-me genuíno, por isso cá vai:Tenham muito cuidado ao parar nos semáforos onde estão aquelesmalabaristas com fogo!!Enquanto o condutor está a assistir ao espectáculo, outro malabaristavem por trás e atira um cocktail molotov para dentro do carro! Omotorista, assustado e com o carro em chamas, sai desesperado.Nesse momento, surge um terceiro malabarista, que vem pela direita emanda um chimpanzé amestrado para dentro do carro, com um fato comisolante térmico.Este chimpanzé, treinado na cidade do Cairo e alimentado com damascosgigantes da Nova Guiné, rouba-lhe o auto-rádio e tudo o que houverdentro do automóvel.Enquanto isso, dois falcões peruanos de caça fazem vôos rasantes sobrea cabeça do condutor, lançando bostas volumosas e compactas que acabampor distrair o condutor do que está a acontecer dentro do carro!Quando o chimpanzé volta, eles fogem numa trotinete motorizada verdemusgo, fazendo uma pirâmide humana e cantando 'Eu tenho 2 amores' doMarco Paulo,rumo a outro sinal...O marido da prima da vizinha da cunhada da tia de um amigo de um amigomeu,passou por isso, e eu então resolvi dar o alerta.Passa a todos os teus contactos de mail! Se não o fizeres dentro de 5minutos cai-te um braço, apanhas herpes por baixo das unhas dos pes eo teu telemóvel deixa de funcionar!!!!

quarta-feira, 20 de julho de 2005


O Sousita chick Posted by Picasa

O Sousa da Ponte

O Sousa dá uma explicação aos seus fiéis leitores:

O Ronnie não é o Sousa. È um murcão da couve, nada parecido com o Sousita da Ponte e que vem para aqui debitar umas baboseiras. O Sousita continua na sua linha e assina-se sempre O Sousa da Ponte. O outro é o tal murconzola.

terça-feira, 19 de julho de 2005

Os vários tipos de cornos...

CORNO DESCONFIADO
Um sujeito chega a casa, abre a porta e encontra a mulher de cu pró ar a
limpar o chão... e ela está vestida apenas com um avental!
O traseiro nu e balançado deixa-o excitado e ele nem hesita: baixa as calças
e pimba ali mesmo! Explode num orgasmo mas, de seguida, dá uma surra na
mulher.
Ela fica revoltada:
- Tás maluco ou quê? Deixo-te comer sem dizer nada e ainda me bates?
Posso saber ao menos porquê?
Ele olha-a com ar zangado e responde:
- Nem te viraste para ver quem era!
*********************
CORNO INGÉNUO
Ao chegar mais cedo a casa, o marido encontrou a mulher na cama, nua e
ofegante.
- O que foi, querida? Não estás bem?
- É um ataque do coração!
Ao ouvir isso, o marido correu feito louco ao telefone para chamar a
ambulância. Enquanto tentava ligar, o filho chegou perto e disse:
- Pai, está um homem nu na casa de banho.
Ele foi até lá, abriu a porta e deu de cara com o melhor amigo!
Ficou indignado:
- Pelo amor de Deus, Ricardo. A Fátima a ter um enfarte e tu aí em pelota a
assustar as crianças!
*********************
CORNO DISTRAÍDO
O marido chega a casa e fica surpreso ao encontrar a mulher deitada na cama
completamente nua.
- O que aconteceu, Clarice?
- Nada, é que nenhum dos meus vestidos é confortável e estão todos velhos!
- Como?? diz o marido, abrindo o armário. Ainda na semana passada compraste
três modelos! E olha este vermelho, o azul, o estampado, o cinza-claro, o
Ricardo, o verde...
*********************
CORNO PRAGMÁTICO
Ele chega de surpresa e encontra a mulher na cama com outro! O marido nem
quis saber de nada, sacou logo do revólver.
- Por amor de Deus! - Interrompeu a mulher. - Então não sabes quem pagou
aquela dívida do banco? E o apartamento na praia? E o carro novo?
- Por acaso foi você? - Perguntou o marido, dirigindo-se ao outro.
- Fui eu mesmo! - Concordou o amante.
- Então, faça o favor de se tapar, que eu não quero ninguém constipado na
minha cama!
*********************
CORNO INVISÍVEL
Ele chega mais cedo do trabalho e encontra a mulher na cama com o seu melhor
amigo:
- Sandra! Ricardo! Como foram capazes de me fazer uma coisa dessas?
Tu, Sandra, a quem sempre fui fiel durante todos estes anos. E tu, Ricardo,
a quem ajudei nos momentos mais difíceis e...
...
... VOCÊS NÃO SE IMPORTAM DE PARAR E PRESTAR ATENÇÃO AO QUE ESTOU A DIZER?!

sexta-feira, 15 de julho de 2005

Sandálias mágicas


Um casal Inglês está de férias em Macau. Está a passear na zona domercado, a ver as coisas que por lá se vendem, quando passa por umapequena loja de calçado, mais propriamente de sandálias e ouve uma voz lá dedentro com um linguajar meio chinês a dizer: - Vocês, estlangeilos! Entlem,entlem na mina humilde loja! O casal entra na loja e o chinês diz-lhes: -Tenho aqui umas sandálias especiais que penso que estalão intelessados. Elasfazem ficale selvagem no sexo que nem um glande camelo do deselto. A esposa, depois de ouvir isto, fica curiosa e interessada. Mas o seu marido senteque não precisa nada delas, sendo o tarado sexual que se julga e pergunta aohomem: - Como é que estas sandálias nos tornam uns tarados sexuais? OChinês explica: - ....é só explimentale... Bem, o marido depois de discutir um pouco com a mulher, cede e displicentemente experimenta-as. Calça assandálias e imediatamente ganha um olhar selvagem, algo que a mulher nãovia há muitos anos ¿ o poder sexual cru e nu! Num piscar de olhos, o maridocorre para o Chinês, atira-o para cima da mesa ras ga-lhe as calças e...O Chinês começa a berrar: - ... Calçou ao contlálio!!... calçou ao contlálio!!... calçou ao contlálio!!...

http://malandra.weblog.com.pt/

segunda-feira, 11 de julho de 2005


Ena tanto lixo! Posted by Picasa

Por do sol Posted by Picasa

Por do sol Posted by Picasa

Mas no fim a coisa lá se resolveu! Posted by Picasa

No fim da festa:

Ele há sitios do diabo para estacionar! Posted by Picasa

Posted by PicasaEste tifosi da Ferrari esteve aqui todo o dia!

O Sousita voltou para a companhia do seu amigo leitão.
Posted by Picasa

Posted by Picasa

Acabado o leitão voltou o Sousita a ver as corridas.

O Sousa como the Lord of the Milk! Posted by Picasa

Corridas e leitão


Posted by Picasa O Sousa parou de ver as corridas para devorar o leitão

mais corridas


Posted by Picasa

Posted by Picasa O Sousita foi ver as corridas.

sábado, 9 de julho de 2005

O Sousa da Ponte feito pelos leitores. agradecido a C.B.



If these words were people, I would embrace their genocide.

Lately I've been hearing a lot of stupid people parroting stupid buzz words. There are too many to list all of them here, but I'll be damned if I'm not going to try. I propose that we all agree, here and now, to strike these words and phrases from our collective for the betterment of humanity, and the improvement of my blood pressure. Thank you.

Blog: The word "blog" is literally shorthand for "boring;" a vulgar, overused word that strikes your ear with the dull thud of a cudgel to the soft spot of a child. It's an abbreviation used by journalism drop outs to give legitimacy to their shallow opinions and amateur photography that seems to be permanently stuck in first draft hell. Looking in the archives of the blogs, one would expect someone who has been at it for years to slowly hone their craft and improve their writing and photographs, since it's usually safe to assume that if someone does something long enough, he or she will eventually not suck at it. Even with lowered expectations, you'll get a shotgun blast of disappointment in your face.

It's an unspoken rule that every blog must use the same layout as every other blog: long, slender columns of annoyingly condensed text, thousands of links to other blogs, plugs for shitty political books, and more links to yet more blogs:



The problem with this layout is that there's too much shit to click on. Seriously, who's ever going to click on all those links? The worst blogs are the ones that make every other word a hyperlink to another website so by the time you finish reading this sentence, you've forgotten what you were reading, or why you were reading it in the first place. Hey, this article is great but you know what would make it better? If I could read another article in the middle of it. Great design, morons.

If the thousands of mid-sentence links don't annoy you, the long slender columns of text will. Most of the screen on a blog is blank for an imaginary populace of readers still using 640x480 resolution. I didn't buy a 19" monitor to have 50% of its screen realestate pissed away on firing white pixels, you assholes. They don't print books on receipt paper for a reason. Every time I see this layout, I want to choke the creator with my dry, crackled, and bleeding hands for making my fingers so calloused from having to keep scrolling the mouse wheel to read your dumb "blog."

Blogger: Term used to describe anyone with enough time or narcissism to document every tedious bit of minutia filling their uneventful lives. Possibly the most annoying thing about bloggers is the sense of self-importance they get after even the most modest of publicity. Sometimes it takes as little as a referral on a more popular blogger's website to set the lesser blogger's ego into orbit.

Then God forbid a blogger gets mentioned on CNN. If you thought it was impossible for a certain blogger to get more pious than he was, wait until you see the shit storm of self-righteous save-the-world bullshit after a network plug. Suddenly the boring, mild-mannered blogger you once knew will turn into Mother Theresa, and will single handedly take it upon himself to end world hunger with his stupid links to band websites and other smug blogger dipshits.

Blogging: If minds had anuses, blogging would be what your mind would do when it had to take a dump.

Blogged: What you call a trivial or largely inconsequential topic once bloggers have processed through every tired detail. For more on this, look into: every minor news story.

Blogosphere: The "blogosphere" is the new buzz word that has replaced "information super highway." It's what idiots like to call a collection of "blogs," otherwise known as a tragedy.

Blogomania: Like all other manias, except relating to the infatuation of blogs. It's one step above the more caustic phrase "blog-o-rama." Thankfully the latter hasn't caught on to the extent of its brethren, but that doesn't stop me from punching anyone who says it in the dick.

Blogroll: A long list of links that nobody will ever click on. Bloggers not only link to their friends and fellow bloggers, but their eventual goal is to link to every linkable document on the Internet. Most "blog rolls" are so full of links that it can bring even the mightiest of search engines to a crawl as they sort through all the frivolous bullshit bloggers link to.

Thankfully, since most blogs are shallow in content, so it won't take you long to load, and in turn, to close the browser quickly if you're duped into clicking one of these links. If you shut down quickly enough, you may be able to avoid downloading the mandatory 2 gigs of political banners on every blogger's website.

Blogshare: An imaginary share of a blog's worth, which is ironic, since most blogs have an imaginary share of readers.

Blogstorm: A zany phrase news anchors like to use any time they think there's an abnormal amount of posts on blogs regarding any particular topic. Of course, they fail to consider any amount of posting to a blog is abnormal since people who are well adjusted usually have better things to do, i.e., work, or failing that, anything else.

Blog Swarm: Stupid.

Blogging community: Losers, goths, bedwetters, and journalism dropouts.

Blawg: Some prick thought it would be clever to spell "blog" phonetically using the word "law" in the title. It's a phrase used to describe blogs primarily dealing with the law and legal issues. Wow, real clever, dipshit. How did you come up with that one?

Blogumentary: There was recently a bit of a feud regarding this word among two bloggers. Apparently some guy decided that they had exclusive right to use the word, not realizing that similar words (docudrama, dramedy, rockumentary, etc) have been free to use for all people since you can't just copyright an entire genre, and more importantly, that it's stupid. Who cares? Blogumentary? Really? Eat shit you morons.

Blogebrity: Wow, guess what this one stands for? Too easy. Hey, anyone can do it: take a blogger who's a chef, and you get: BLEF. A blogger who's a dentist? BENTIST. A female blogger with an itch? You guessed it: a BITCH.

Photoblog: Photoblogs make me yearn for the day when cameras weren't digital, film cost money, and it took time to develop pictures. I remember back when it wasn't easy for any random asshole with a camera to go out take countless pictures of nothing. Nothing is exactly what these pictures are of. No focus, no theme, no message, no posturing. Just countless pictures of Denny's at 2 AM. We don't care that you went to Denny's. You're not an artist. You're not deep. Get a new hobby.

Podcast: Someone had the revolutionary idea of taking a compressed audio file and putting it online. Yeah, doesn't sound so sexy when I describe it for what it is, does it you morons? It would have been a great idea if streaming audio wasn't already around for over a decade before the word "podcast" entered the lexicon. Man, I can't stand the word "lexicon." Talking about all these shitty words has made me start using shitty words. I'm so pissed, I just slammed the door shut on some kid's nuts.

Podcasting: It's snob for "streaming audio."

Podcatcher: Any idiot with an iPod, web browser, or ears.

Warblog: A blog that primarily deals with war. Filled with whiny blow hards who are fixated on their stubborn ideas and conspiracy theories. For example, there are countless hours pissed away by conspiracy theorists who think the WTC towers were demolished by bombs planted by the government. These armchair engineers write endlessly about how the physics of the collapse was impossible, how the temperature wasn't hot enough to melt steel, and how the planes were carrying missiles. Of course, the one thing they don't postulate is a REASON.

My personal favorite warblog was one that had a flash animation with people who were quoted as saying "it didn't sound like a plane to me... it sounded like a missile." Thank you Joe Nobody for giving me your expert opinion on what missile sounds like, because gas station superintendents are usually the best people to ask about the sonic signature of ballistic missile thrust.

Warblogger: Like all other bloggers, an idiot. Usually a self-righteous prick with a political axe to grind. Tragically, these dullards fail to realize that nobody cares what they think. And no, the 2 comments per post you get on average doesn't count. Get some real opinions, then maybe you'll get some real feedback.

Warblogging: The act of writing amateur, unfounded, and borderline illiterate opinions about war and war strategy.

iPod: This is one of those inventions that makes people say: "why didn't I think of that?" On news shows anyway. One of the anchors on FOX News said "now the music industry is waiting for someone to come along and invent the next iPod." Wow, if only I had thought of the bright idea of putting an mp3 player on a portable hard drive. Damn that's brilliant. I had that idea years ago. I also have another idea: a car that can fly. I will sue anyone who makes it.

iPodder: A pompous ass who thinks he's eclectic. Wake up asshole: you're not living in an iPod commercial. You can't dance. Everything you listen to sucks. Get a job.

e-nable: E-nable? How about I e-nable my foot to your mouth?

URL (as pronounced "ERL"): Few things invoke more contempt for humanity than someone who pronounces URL as "erl." It's an acronym, not a word you douche! Between people who say "erl" and programmers who pronounce char (an abbreviation for character) as "chär" (with the "ch" pronounced like in "chart"), I get so pissed that I just want to saw my arms off.

The suffix "pundit:" Stupid.

The prefix "pundit:" Stupid.

Liberal media: Whiny, bitching, cry-baby conservatives love to prattle on and on about the "liberal media." To be fair, except for FOX News (Bill O'Reilly, Sean Hannity, John Gibson, Neil Cavuto, Steve Doocy, E.D. Hill, Brian Kilmeade, Brit Hume), Clear Channel, Laura Ingraham, Dr. Laura, Rush Limbaugh, Hugh Hewitt, Ann Coulter, Newsmax, G. Gordon Liddy, Michael Reagan, Michael Savage, The New York Post, Sinclair Broadcast Group (WLOS13, Fox 45, WTTO21, WB49, KGAN, WICD, WICS, WCHS, WVAH, WTAT, WSTR, WSYX, WTTE, WKEF, WRGT, KDSM, WSMH, WXLV, WURN, KVWB, KFBT, WDKY, WMSN, WVTV, WEAR, WZTV, KOTH, WYZZ, WPGH, WGME, WLFL, WRLH, WUHF, KABB, WGGB, WSYT, WTTA), David Horowitz, Rupert Murdoch, PAX, and MSNBC's Joe Scarborough, they're right.

The suffix "gate": Watergate, Filegate, Rathergate, eat shit already.

Xanga: The bottom of the barrel of blogs. It's incredible that the user base is able to write so much, yet say so little. I have to give a bit of kudos though, considering the fact that many of the users have the reading comprehension of a bowl full of pubes.

LiveJournal: Here's a little trick you can use to find out whether a link someone sends you is worth checking. If it contains the words "live, journal," or any combination thereof, you can safely ignore the link without missing out on anything.

Content Management System: A pretentious way of saying "text editor."

The acronym CMS: Man, it's like you guys create these words, then you turn them into acronyms to make this shit even cornier.

Killer App: I can't stand this phrase, mostly because it's applied so loosely. App is short for "application," but that doesn't stop people from using it every chance they get: "the fast food industry needs a killer app." What? What does that even mean? An application?

Webmistress: You're not a webmistress, shut up. It's a word used by uppity women who, in spite of a woman's inherent flaws, has been able to land a job as a webmaster. Then they have to go and piss all over years of civil rights they've wrestled away by calling themselves "webmistresses."

trackback: It's snob for "referrer."

travelblog: Guess.

Emo: An abbreviation for loser. Emo is the new goth, except goths are still around, so it's becoming almost unbearable.

Metrosexual: A gay guy still in the closet. This word is so contemptible that even the man who coined it has since apologized for being such a douche. I cringe every time I hear this word.

Retrosexual: This word wouldn't exist if "metro" didn't happen to rhyme with "retro." It's supposed to mean the opposite of a "metrosexual," which makes it another superfluous word since we already have a word for the opposite of a metrosexual called "straight."

Friendblog: None are known to exist since bloggers don't have friends.

Watchblog: Let's not.

Videoblog: Another idiot who had the bright idea of coining a term for posting a file online, except instead of music, it's crappy home videos.

Vlog: I don't even know if this is being used yet, but I suspect it will be used soon if it hasn't, so preemptive strike, bitches.

Vog: I

Vloggers: CAN'T

Vlogging: GO

Vlogged: ON

Moblog: ANYMORE.


In observation of all these shitty phrases and acronyms, I've decided to coin another phrase that can be used for "blog" called: comment-log or CLOG for short. What users do is labor over documenting their inconsequential lives, trivializing man's greatest invention, the microprocessor, until the Internet is so CLOGGED that commerce comes to a screeching halt. Anyone contributing to the congestion would be known as a CLOGGER. I hate blogs.

217,584 smarmy assholes coin new phrases to be more annoying
.

quinta-feira, 7 de julho de 2005

quarta-feira, 6 de julho de 2005

o Sousita errou....

O Sousita pede imensa desculpa ao Meu Pipi por ter feito uma citação do dito blog – na maior das ignorâncias – sem citar o autor.
Esperemos que não se repita
.

tuneis

No Porto há um túnel.
Um túnel há no Porto.

O túnel vai ser aberto.
Aberto vai ser o túnel.

O túnel está embargado
Embargado está o túnel.

O túnel custou dinheiro.
Dinheiro custou o túnel.

Parado custa dinheiro.
Dinheiro custa parado.

Vai ser aberto um dia
Um dia vai ser aberto.

Foda-se !

É preciso continuar
?

mais CCO

O défice e o CCO.


Nós já percebemos que as contas do Bagão Félix foram deliberadamente aldrabadas. Numa lógica intrínseca ao pensamento português isto é aceitável. Era para comer Bruxelas. Faz-se o que se pode em defesa da nação e, vistas bem as coisas, aldrabar Bruxelas não tem uma gravidade por aí além. È sina nossa aldrabar.

Vem o Sócrates e – qual virgem pudica – sem imaginar tal malfeitoria, e após promessas e mais promessas, faz um orçamento rectificativo. Este sim verdadeiro e de rigor. Para se apoiar pede, ao rigoroso Banco de Portugal, um relatório – rigorosíssimo e até ás centésimas. As milésimas foram dispensadas.

Até aqui tudo bem. Não fora isto Portugal e as coisas correriam bem.


O problema é que estão os dois: o do Banco de Portugal e o do Governo. Errados, ou como se diz no Porto: gatados. (por acaso até se diz pior mas não interessa.)

Ulula a oposição, os que aldrabaram o défice, e gritam:

- Anátema!

Responde o governo, os que se enganaram e que já sabiam os valores:

- Cismáticos!


E agora sabemos todos que o défice é, aproxegadamente, e mais ou menos, isto é, mais arroba menos quintal e com um grau de grande certeza grande como o carago, isto é, se não for pequeno, ou mesmo médio, ou até mínimo, quer-se dizer: até pode dar lucro. Lucro não que o défice nunca dá lucro pode é haver um super-avit (à maneira do Porto)
Ou mesmo um Batman.

Sabemos também que a culpa disto é do governo anterior ao governo anterior, do último governo, do presente governo e das facilidades que se deram, ou dariam, ou poderiam ter sido dadas, ou foram dadas, e por ordem de citação. No entanto – e isto com toda a certeza – pode-se afirmar que não se podem por em causa certas e determinadas, ou mesmo indeterminadas, mesmo vagas e enviesadas situações, que, na certeza porém e todavia, com efeito, para todos os efeitos e de certa maneira, se – é certo que não foram – poderiam, para todos os efeitos, em determinadas circunstâncias, para as quais devemos – ou deveríamos – ter a melhor atenção e análise, sem salvaguarda de melhor opinião, verificando todos os condicionalismo da situação – presente, passada e mesmo futura – e, tendo em conta, os pareceres dos parceiros sociais, dos pastorinhos de Fátima – mesmo que em mesa de pé de galo - e tendo em conta o impacto negativo – ou positivo ou neutro – de tais atitudes e determinações poderá ter um impacto na sociedade portuguesa positivo ou negativo, ou – como asseguram certos economistas de renome – muito antes pelo contrário, ou mesmo um efeito contrário na adversividade –que como muito bem explica o Prof. Sousa Santos: não é por ter um efeito adverso na adversividade que se torna em felicidade. Aliás o contrario de adversividade não é felicidade.


Assim


Sabemos também que os objectivos a atingir são, assim a modos que, na certeza porém, de mais ou menos, quer-se dizer: prontos! A gente diminui o suposto défice, aumenta a receita e diminui a despesa.

E que quanto a valores, também não há duvidas. Se num país pouco imaginativo há um orçamento e um valor de défice em Portugal temos, graças a Deus, uma solução – tão século XXI, de múltiplos paradigmas para aplicar a uma situação.

Podemos aplicar o paradigma Bagão : Desconstrucionista e que poderia finalizar por desconstruir a própria noção de défice. O défice não existe e se existisse não era este. Tem raízes na teoria sistémica e será uma síntese do descontrucionismo ( défice e não défice ou o não não défice) e a teoria sistémica ( aquilo que chamamos não não défice mantém-se inalterado num sistema fechado ou aberto ? )


Ou o pradigma Banco de Portugal : Psicanalista : acto falhado. O investimento libido (triebe) tinha como fim o perfeccionismo. Crise do Édipo. Pai intolerante (Mário Soares). O investimento narcísico na perfeição, para agradar o pai imaginado ou real, leva à compulsão. O trabalho final, como é óbvio sai errado. Claro que podia continuar a dissertar sobre isto até ao infinito….


Ou o paradigma Sócrates. Behaviorismo. Aprende, ou deveria aprender, por condicionamento simples (o rapaz é um simples não chegou ao outro)

Enfim…

Uma choldra…….como diria o Eça…

CCO

Um lema para Portugal


Os Portugueses são um povo fantástico. Dividimo-nos entre a admiração quase fanática, mas prudentemente póstuma, de figuras emblemáticas do dever ser. Cunhal e Salazar são os expoentes máximos do dever ser em Portugal. Depois de convenientemente mortos e enterrados são redescobertos e apontados como possuidores de todas as perfeições: coerência, honestidade, e rectidão. Há sempre uma frase do tipo : - diga-se o que se disser nunca se arranjaram.
É verdade. De rapinices e de ter contas escondidas nunca ninguém acusou o Prof. De Santa Comba ou o Álvaro Cunhal.
No entanto, e quando passamos às coisas práticas não são eles que nos devem representar. Parecem-nos mais aptos a dirigir uma autarquia o Major Valentim, o Isaltino, a Fátima Felgueiras ou mesmo o Zé do Telhado se fosse vivo.

Esta dicotomia entre o dever ser e aquilo que no fundo queremos ser marca a sociedade portuguesa transversalmente. Queríamos ser o Chico esperto e o austero ao mesmo tempo. Claro que não se pode ser as duas coisas ao mesmo tempo.

Por estas e por outras é que o país é esta delicia.

Descobre-se que isto está mau. Ele é o défice, a produtividade, o desemprego.

- Ele há questões terríveis, como diria o personagem do Eça.

Perante estas questões terríveis há uma unanimidade nacional.

Os empresários, entre duas fugas ao fisco, uma falência fraudulenta e enquanto entregam uma remessa de t-shirst contra feitas, -das quais não pagaram o IVA, clamam por uma maior fiscalização das baixas fraudulentas e maior celeridade na constituição de novas empresas. No fundo exigem mais rigor, mais segurança e mais seriedade.

Os trabalhadores, entre duas baixas fraudulentas, e entre uma ida ao centro de emprego para ver se se pode acumular o subsidiosito de desemprego com o rendimento mínimo, exigem um maior rigor no pagamento dos impostos e insistem em apontar as aldrabices que são feitas nos impostos. No fundo exigem mais rigor, mais segurança e mais seriedade.

Os sindicalistas, no meio do calculo de dois subsídios comunitários a formação profissional que nunca se vai fazer, urram por uma maior fiscalização aos empresários e por maior rigor na aplicação das leis. No fundo exigem mais rigor, mais segurança e mais seriedade.

O governo, enquanto manobra os números do défice para entregar em Bruxelas e arranja outro expediente para atrasar uns pagamentos a empresas e farmácias, clama por um maior rigor na despesa pública, uma mais equitativa cobrança de impostos e propõe-se acabar com as fraudes na segurança social. No fundo propõe mais rigor, mais segurança e mais seriedade.

Os autarcas, enquanto escondem o saco azul atrás das costas e recebem uma prendazita dum empreiteiro, reclamam do governo a aplicação integral das leis, protecção para a sua zona e um maior rigor no uso dos dinheiros públicos. No fundo exigem mais rigor, mais segurança e mais seriedade.

Os partidos comungam da opinião geral. Enquanto recebem dum autarca simpático um dinheirito para a campanha nacional, defendem o seu insigne colega que fez uma veniaga qualquer, em favor do partido, ululam por um maior rigor – que vão ter se forem governo – ou, no caso de serem oposição, que o governo deveria ter e não tem. No fundo exigem mais rigor, mais segurança e mais seriedade.

Ora assim sendo, e estando todos de acordo, porque não utilizarmos o lema :

CCO. Cegurança, Ceriedade e Onestidade