Blog dum gajo do Porto acerca de gaijas, actualidade política e sem futebol. Aqui o marmelo não gosta de futebol

quinta-feira, 22 de outubro de 2015

O próximo governo vai ter de continuar a política de contenção.
A verdade é que não há margem de manobra.

Muito corriqueiramente podemos dizer que não há guita para grandes flores.

A visão do BE e do PCP são completamente diferentes.

Uns sonham com a Venezuela e algo mais ou menos utópico e os outros com o ressurgimento da gloriosa união soviética e um muro de Berlim revisto e melhorado.

São partidos divertidos na oposição mas pouco recomendáveis no governo.

O PS coloca-se numa posição impossível se for governo.

Ou cede ao PCP e BE e fica responsável pelo segundo resgate e pelas medidas de austeridade que isso implica, ou eles cortam lhe as pernas porque se cederem vão perder a face perante o eleitorado que os vê como os anunciadores do amanhãs que cantam.

Claro que vem vai pagar vão ser os mais pobres. A brincadeira vai custar uma pipa de massa e são sempre os mesmos que pagam.

Por acaso é interessante.  A esquerda é a eterna defensora dos pobres, oprimidos e a fins.

Gosta é muito de os pôr a pagar as contas.

Penso que nas próximas eleições o PS vai perceber quanto custam estas chicaespertices.

Penso que há umas duas ou três cadeiras ao lado do PAN.

terça-feira, 20 de outubro de 2015

A estratégia do António Costa até é inteligente.

Perdeu as eleições após um governo sujeito a resgate.

Segue - se a travessia do deserto

Pensou e deu a volta à coisa.

Ameaça fazer governo com o BE e o PC.

Acredito que muitos do BE E PC abdicavam do centralismo democrático e do paleio contra a troyka por uns cargos com carro, telemóvel e umas luvas aqui e ali.

Se o BE e, ou o PC,  fossem na fita  era o descrédito deles e a vitória do PS esvaziando o BE e o PCP.

Claro que a distribuição de taxos num tal governo era maioritário do PS. Alguns dirigentes do BE e do PCP lá iam ver a pá do padeiro.

O resto do pessoal ia colar cartazes e ficar sem partido.

E é que isto das autárquicas não dá milhões.

Garante é o pão nosso de cada dia. E com a manteiga e sucedâneo de caviar para lhe pôr por cima.

O Costa que divida lá a nossa guita com o Passos e que safe o seu. Que isto a vida é difícil para todos.

O Portas ainda vai dar o golpe e o Costa e o Passos  que se desunhem.

Arranja uma estrangeirinha e ainda vai gamar, digo, falar mais da pátria e mais alto que os outros.

Ou como diria o Arnaldo Matos :

Um putedo que nos governa

Que nos governa  porque não vamos para os partidos e corremos aquela cambada a pontapés nos cuzes.

Mea culpa!

Isto já está a avançar !

O PSD já oferece lugares no governo ao PS.

Falta saber bem qual a distribuição dos tachos.

Eu cá para mim acho que tirando o Paulo Portas o CDS vai ficar a chupar no dedo.

O PSD e o PS  vão gamar o que há para gamar.

Haverá dinheiro para a coligação,  mesmo que informal, dos três da vida airada?

Já me cheira a mais apertar do cinto.

É que isto é muita malta para pouca guita.

E ainda há o FMI e a união europeia a cheirarem as contas.

O mais prático era criar um imposto especial. Transitório como todos os impostos mas que depois passava  a definitivo.

Um imposto para a comandita política. 

Essa guita era para eles e livre de impostos.

Por exemplo 10% sobre o leite das crianças,  uma parte do orçamento da saúde,  uma percentagem sobre as próteses e ortoses,  imposto especial sobre a insulina e similares . E até uma percentagem sobre o rendimento mínimo.

Sei lá. ...Há tanto que taxar. ..

Mas tudo legal e com papéis. Mesmo que livre de impostos.

Assinavam era um protocolo que os limitava de meter noutras guitas as mãos.

E isso era levado a sério.

Se não fosse criava - se outro imposto

sexta-feira, 16 de outubro de 2015

Cambronne e Arnaldo Matos

A sede do pote do PSD,  PS,  BE , PCP e quiçá do PAN fez-me lembrar o demónio do ouro do Camilo.

O Arnaldo Matos , duma forma muito mais concisa , definiu bem a situação.

O putedo do Arnaldo Matos é como a velha interjeccao do Cambronne.

Curto, conciso e certeiro.

quarta-feira, 14 de outubro de 2015

Quem dá  mais ?

O PS e o PSD deviam estar com o CDS  a dividirem tachos.

O inefável Cavaco veio incluir na caça ao tacho o PC e o BE.

Haverá dinheiro num país em crise para pagar a todos ?

É a grande dúvida.

Já para um bloco central não há guita que chegue.

Junte-se ao bloco central o PC e o BE e temos todos de pagar impostos a triplicar

Onde há institutos públicos,  águas daqui e dali, empresas patrocinadas pelo estado, ppp's e cia que alberguem tanta gente ?

E todos cheios de vontade de chuparem a teta ?

Irra!

Que roubem vá lá!

Agora tantos ?

sexta-feira, 9 de outubro de 2015

Eu acho que ninguém duvida de duas coisas:
Que o José Rodrigues dos Santos é um chato e que está inocente na história do deputado.

Isto parece uma história dos velhos tempos em que o locutor se esqueceu de se despedir com o até amanhã se Deus quiser e se ficou pelo até amanhã.

Foi erro. Engano. Lapso. O homem não tinha intenção de se esquecer do se Deus quiser...

terça-feira, 6 de outubro de 2015

Uma igreja abandonada com caixão igualmente abandonado.

Uma igreja abandonada com caixão igualmente abandonado.

Uma igreja abandonada com caixão igualmente abandonado.

Cabo Verde. Ilha da Boavista.








Uma igreja abandonada com caixão igualmente abandonado.

Cemitério judeu na ilha da Boavista

Cemitério judeu na ilha da Boavista

segunda-feira, 5 de outubro de 2015

Já não é semicúpio mas banho completo.

Em modo semicupio.....

O Sousa em modo banhista....

Cabo Verde

Instaweather Free

Free App! @instaweatherpro #instaweather #instaweatherpro #weather #wx #android

domingo, 4 de outubro de 2015

Praia.

Declarações de amor feitas com pedras na praia.

Praia.

Uma chaminé de fábrica num local inesperado. São as ruínas duma antiga fábrica junto à praia

Ao sol em Cabo Verde.

Enevoado mas muito calor na ilha da Boavista em Cabo Verde.

Os gatinhos do hotel

RIP morreu José Vilhena. Já deve estar a fazer caricaturas no céu.