Blog dum gajo do Porto acerca de gaijas, actualidade política e sem futebol. Aqui o marmelo não gosta de futebol

quarta-feira, 17 de Setembro de 2014

Suíça

A Suíça é o país dos debates e compromissos.  Nos canais suíços na hora nobre há discussões sobre questões regionais, nacionais, locais, com ou sem importância ou assim assim.

Bastante civilizados e produtivos.

Se a coisa não se resolve porque uma das partes convence a outra vai-se para o referendo.

E, ganhe quem ganhe ou perca quem perca, amigos como dantes.

A Suíça é a terra dum dos maiores arquitectos de sempre: le Corbusie. Até as notas de 10 francos lembram os suíços da sua memória. Infelizmente quando fazem obras em casas antigas e as convertem em apartamentos esquecem-se que são conterrâneos do Le Corbusier e pensam mais nos patos bravos que construíram a margem sul do Tejo. Vi prédios fabulosos, com imenso potencial, recuperados por habilidosos com interiores miserandos. Bons materiais é certo mas sem o toque que um arquitecto dava. Houve um andar de moradia do século XVIII que quase me fez chorar. Madeiras maravilhosas destruídas. Um massacre num espaço que podia ser maravilhoso. Colocaram soalho flutuante do IKEA sobre um chão de carvalho de Riga. O lambri de madeira das paredes .... bem...nem conto o que fizeram....

O Sousita a ler o jornal informativo de la tour-de-pelz. Isto não é propriamente Paris ou N.Y. mas tem bastante animação. Para oito mil habitantes não é mau.

InstaWeather

Fotografia feita com InstaWeather

sábado, 13 de Setembro de 2014

Salzburgo

A descer as escadas.....

O Sousa ele mesmo.

E de se lhe tirar o chapéu. ...

O sousita feliz como um estúpido com um lapiz novo a passear o guarda chuva em Salzburgo.

Chapéu de chuva.

Finalmente proprietário dum chapéu de chuva ou , como se diz no norte, guarda chuva ou chuco. Sem cedilha que o telemóvel não conhece.....

Compra dum chapéu com pena e tudo.

Em modo pintainho junto à casa de Mozart.

O Sousa parecia um pinto.

Em Salzburgo e ainda sem guarda chuva.

Salzburgo

Saiem dois cristãos da Suíça com um tempo magnífico e encontram Salzburgo neste estado. E sem serem portadores dum mísero guarda chuva.